Administração Nacional das Pescas
Eventos Notícias

Comemorações de 21 de Novembro: Dia Mundial da Pesca

Spread the love

A S.Exma. Augusta de Fátima Maíta, Ministra do Mar, Águas Interiores e Pescas, orientou a cerimónia central, alusiva ao Dia Mundial da Pesca, com o lema “Gerir a pesca de forma sustentável, para melhor resiliência dos ecossistemas aquáticos e das comunidades pesqueiras” , a cerimónia teve lugar na Província de Inhambane, Distrito de Inhassoro, no Dia 21 de Novembro do ano em curso

O Dia Mundial da Pesca celebrou-se, 48 horas após a realização, em Vilankulo, da 2ª Edição da Conferência Crescendo Azul. Tratou-se de um momento privilegiado de diálogo e de reflexão a nível regional, continental e mundial sobre os assuntos do mar, em particular a questão da saúde do oceano, diariamente ameaçada, pela acção negligente do homem.

“Por isso, nestas festividades, ainda na senda do evento internacional, Crescendo Azul, cujo foco é a Economia Azul e a Governação e Sustentabilidade do Oceano, não deixaríamos de destacar a atenção especial dedicada à pesca, em particular a pesca artesanal, anunciado que o ano de 2022 será o “Ano Internacional da Pesca Artesanal e da Aquacultura”, segundo decretou, a 11 deste mês de Novembro, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) ”, afirmou.

Refira-se que, à semelhança do que sucede em todo o mundo, a actividade pesqueira, em Moçambique, nos últimos dois anos, sofreu um revés devido à pandemia da Covid-19, assim como à fraca disponibilização de alevinos para a produção aquícola,

Realçou que, apesar destas vicissitudes circunstanciais, saudou aos pescadores moçambicanos de todos os sectores pesqueiros, assim como, a todos aqueles que exercem actividades conexas à pesca pelo inestimável empenho que têm demonstrado na produção pesqueira, em quantidade e qualidade dignas do nosso apreço, situação que contribuiu para que a população não se ressentisse da falta de pescado no mercado.

Exortou a todos a observarem com rigor, responsabilidade e patriotismo as medidas de gestão que vêm sendo emanadas pelo Governo. E o exemplo mais pujante destas medidas de gestão é o período de veda, neste momento em vigor, desde 1 de Novembro de 2021 até 31 de Maço de 2022, decretado justamente com o propósito de permitir uma tranquila e melhor reprodução das espécies.

Reconheceu e congratulou a província de Inhambane pelo elevado e exemplar nível de consciência das comunidades pesqueiras.

Em Inhambane, com particular incidência em Inhassoro, são as próprias comunidades pesqueiras que decretam o período de veda para a reprodução das espécies, e se encarregam de fazer a fiscalização, assim como a sensibilização, consciencialização e penalização de eventuais prevaricadores.

“Somos também chamados a cuidar dos mangais e a combater o lixo marinho, em particular o lixo plástico, de forma a mantermos os nossos oceanos saudáveis” reiterou.

Finalizou desejando a todos os pescadores moçambicanos um feliz e agradável dia de festa.

Artigos relacionados

ADNAP, IP, PARTICIPA DA 56ª EDIÇÃO DA FEIRA INTERNACIONAL DE MAPUTO – FACIM

Julio Mauro Langa

CELEBRAÇÃO DO DIA INTERNACIONAL DA FUNÇÃO PÚBLICA

Arão Matusse

Lançamento do Projecto de Desenvolvimento da Aquacultura de Pequena Escala (PRODAPE)

Arão Matusse